Agradecimentos

A João Cabral de Melo Neto, poeta, inspirador, mestre. Com seu corte reto e preciso de palavras, com suas fatias de conceitos tão milimetricamente e divinamente estruturadas, com suas fundições de saberes e laminações de pensares. Sua presença, nestas singelas formas da arte sincera que faço, é força. É foco.

Àqueles que desta forma me moldaram, marido e filhos, familiares e amigos, que acreditam neste dom e me fazem acreditar em uma dádiva.

Àqueles que depositam um novo olhar em minhas obras, dando outras alternativas, nova vida.

Sem sonho não há vida. Sem vida, não há arte.

Claudia Kiatake

 

 

Dar a qualquer matéria

a aritmética do metal

dar lâmina ao metal

e à lâmina alumínio

 

Dar ao número ímpar

o acabamento do par

então ao número par

o assentamento do quatro

 

Dar a qualquer linha

projeto a pino de reta

dar ao círculo sua reta

sua racional de quadrado

 

Dar a escultura o limpo

de uma máquina de arte

por sua vez capaz da arte

de dar-se um espaço explícito.

 

(João Cabral de Melo Neto, A Escultura de Mary Vieira)

Saiba mais

Envie um email para saber sobre novos trabalhos: [email protected].

Imagens recentes

Video

2700 views - 1 comment

Envie este website a um amigo!

Receba fotos de novas esculturas!

Newest Members